Descrição

Sobre a lista do Pedrão


Você com certeza já ouviu falar do Pedrão. E, alguma vez na vida, já entrou na lista dele. Ah, e você sabe que isso é verdade.


Mas antes de qualquer coisa, calma. Vamos deixar bem claro que Pedrão não é nenhum tipo de serial killer, matador de aluguel e nem um mafioso cobrador de dívidas. O que não quer dizer que ele não possa te machucar de vez em quando...


De um modo geral, Pedrão é mais conhecido como um senhor pacífico, de barba branca e olhar bondoso, e a maior parte das pessoas o conhece pelo prenome de São. A crença principal é de que Pedrão é responsável por aquele sol fantástico que bronzeia as areias da praia, pela brisa fresquinha nas noites em que você acha que vai morrer se não tiver 3 pares de ventiladores girando ao seu redor e, pra quem gosta de temperaturas mais baixas, é só pedir pro Pedrão que, se ele não estiver muito ocupado com a lista gigante de pedidos climáticos, vai atender ao seu pedido e de repente até neva pra você ter o tão sonhado boneco de neve no jardim!


Os povos indígenas costumam chamá-lo de Tupã, enquanto os gregos acreditavam que na verdade tudo era culpa de Poseidôn, que era conhecido pelos romanos como Netuno. O que não interessa muito, porque neste caso vamos nos ater a São Pedro mesmo, que opera todas as alterações climáticas dependendo – dizem – do seu estado de humor. E se o Pedrão estiver mal-humorado, então sai de baixo porque a ira vem de cima! Literalmente. E que venha vento, venha chuva, venha raio, e se a revolta tiver muito grande e ele achar que você realmente merece um castigo da natureza à altura, desce granizo! É quando você descobre que há mais justificativas no mundo do que simplesmente “são as águas de março” ou porque “setembro chove”...


E como você sabe que ele te colocou na lista? Ah, pra isso basta um pouquinho de observação...


- Uhu! Hoje Pedrão me botou na lista!


- Como é que é? – perguntou ela que na época ainda atribuía seus problemas com as intempéries do tempo às leis de Murphy.


- É... São Pedro...


- Ah...


- E o que foi que você fez pra ele?


- Ah, devo ter pedido sol no meio do inverno... Reclamado do vento... Sei lá! Só sei que peguei uma baita chuva, sem guarda-chuva, sem capinha, a rua do meu trabalho alaga e um carro... Jogou água em mim... - Finalizou a amiga, com voz de choro.


E é assim que o Pedrão faz. Um belo dia, sem qualquer explicação ele te escolhe, te marca, prepara o céu e te molha. Simples assim. E quando você está na lista do Pedrão, nunca vai ter nem uma sombrinha, nem uma folha de jornal, nem um mísero toldo pra cobrir a sua cabeça. E se houver uma árvore, fuja, porque com certeza a chuva vem com raios e trovões, porque você está na lista do Pedrão e não há como fugir dela. É nesses momentos que aquela frase clássica que diz que quem ta na chuva ta pra se molhar começa a fazer muito sentido. Mais literalmente do que você gostaria.


Mas não se preocupe. Isso não significa que você vá precisar andar eternamente com um kit-sobrevivência pra dias de chuva ou abrir mão de roupas brancas, sandálias de couro ou tênis de tecido com aqueles buraquinhos na lateral. Ninguém fica na lista do Pedrão pra sempre, é fato. Além disso, vale a pena confiar na previsão do tempo de vez em quando, ou ao menos nos 70% de probabilidade de acerto; o que é bastante coisa se analisarmos a capacidade da natureza de ser imprevisível...


- Por que, Pedrão? Por quê?


- Ih... Mais uma que entrou pra lista...


- Ah, mas não é justo! Não fiz nada que ofendesse... Não que eu me lembre...


- Não esquenta... Pode ser que não seja pessoal...


- Mas calma aí, a gente não chegou à conclusão que se você definitivamente não consegue fugir da chuva significa que já ta na lista?


- Verdade. Se eu não to na lista me dê um motivo muitíssimo convincente pra eu estar encharcada desse jeito.


- Bom... Podia ser que ele estivesse só...


- Só o quê? – as outras 2 já impacientes.

- Lavando a casa!

7 comentários

Anônimo disse...

Hao!Se o Pedrão embarcar na onda do Tsunami , não terá sombrinha que aguente e nem lista que caiba tanta gente , rsss.Então , que venham as águas e março .
A propósito , "Divas " usam tenis de tecido com buraquinhos de lado ?
bj para vocês .

Ricardo Maciel disse...

Talvez a coisa mais maldosa que Pedrão faça seja dar aquela esperança de que talvez a chuva não venha. Quantas vezes fiquei dentro do ônibus, vendo o céu escuro e o vento, torcendo para que chovesse antes ou depois de chegar em casa, mas que não fosse enquanto eu descesse a ladeira. Era colocar o pé para fora do ônibus para a maior chuva da história da civilização humana cair. Abria o meu guarda-chuva asiático (a essas alturas, eu já não sabia mais se era chinês, coreano ou seja lá o que for) e começava a enfrentar a intempérie. Tão forte era que o guarda-chuva, pequeno de tudo, começava a dançar e a virar e a deixar de ser útil. Alguns quebravam no caminho. Eu ia descendo a ladeira e xingando os ancestrais todos do cara que tinha feito aquele guarda-chuva. Era só botar o pé em casa para a chuva parar e eu, ensopado e levemente de mau-humor, entrar em casa direto para o chuveiro (a fim de evitar um gripona!).

Conheço bem Pedrão e acho que por muitos anos foi o primeiro de sua lista, agora consigo evitá-lo. Às vezes, claro.

Lucas Richardson disse...

O Pedrão não me marcou ainda, guarda-chuva eu não tenho e comprar um eu não vou. Meu aniversário é em setembro, espero que até lá eu continue imune da lista dele e uma proteção contra a chuva de presente eu ganhe... hehehe

A Comunicadora RP disse...

E ontem, Pedrão me colocou na lista, você já viu chegar sequinha no ponto de ônibus na porta da sua casa e encharcar?????? Viva Pedrão...

Anônimo disse...

Alguém me explica a chuva de ontem???? e o que é Pedrão que eu estava fazendo lá no meio???

Anônimo disse...

Nunca tive nada contra o Pedrão, mas hoje perdí o show do ultraje a rigor de graça, porque ele não deu folga.Oh! Pedrão maldade.rsrsrs
Beijos meninas.

A Comunicadora PP disse...

Poxa, Pedrão... Chuva de verão no inverno?!
Faça-me um favor, né?!

Postar um comentário