sexta-feira, 29 de abril de 2016

Sobre o inverno que está chegando (ou sobre cadê o Jon)

A PP: Diia... E o Game of Thrones?
A RP: Pois é, cheguei exatamente às 22h em casa e liguei a tv... #chocada...

(Alguma vez as amigas comentaram que são apaixonadas por séries? E que essa é uma que tem um lugar bem especial? Então...)

Mas a PP já sabia de algumas coisas. Ela não liga tanto assim pra spoilers e também não gosta dessa coisa de ficar morrendo uma semana pra saber o que acontece no próximo episódio. Prefere esperar o final da temporada e ver tudo de uma vez...

E a amiga RP meio que aproveita isso, pois apesar de também não ligar tanto assim para os spoilers, acompanha as séries semanalmente porque é sempre bom poder ter alguém pra contar aquela cena que te deixa #chocada!

Mas o que interessava realmente era: tá, mas e o Jon?

(Para os que não amam séries, nos desculpem se vocês ainda não sabem quem é Jon Snow, porque vocês deveriam... Ah, como deveriam...)

A RP: Ainda não veremos ele vivo por enquanto... Mas esse vai ser o nosso texto da vez, né? Sobre João das Neves ainda morto? The winter is coming?

A PP estava em dúvida...

O dia de postar estava chegando, o inverno estava chegando, novas teorias estavam chegando, afinal o autor ainda não escreveu o sexto livro e a série está sem um modelo a seguir e antes de abrir uma discussão sobre uma personagem que sofreu uma transformação e decidir se ela tava mais pra Smeagol ou pra bruxa da Branca de Neve, elas decidiram usar a postagem do mês pra fazer um apelo:

Imagem: Pinterest
Ao autor da história, por favor, traz de volta o Jon Snow!

A gente nunca te pediu nada, vai...

Obrigada, beijo!

terça-feira, 29 de março de 2016

Sobre segundas-feias - parte 2 (quase 5 anos depois)

A amiga RP acordou atrasada em mais uma segunda feia... Saiu correndo, tomou banho e lembrou que não tinha mais uniforme, o que ia exigir um pouco mais de tempo de manhã...

Mas isso não seria possível. Era um dia de atraso e ela simplesmente vestiu qualquer coisa diferente do pijama e se lembrou que estava com dor de cabeça por ter dormido com o cabelo preso pra facilitar a vida. Claro que o cabelo deu nó e exigiu mais um tempinho. Ok, sem problemas! Viva o abacaxi!

Pra quem nunca ouviu falar, é aquele famoso coque que você faz juntando todo o seu cabelo e prendendo no topo da cabeça ;)  

E entre conseguir comprar café da manhã e sair com o cachorro, ela decidiu sair com o cachorro. Tadinho, ele não tem culpa... E lá foi ela. Mas era uma segunda feia, e lá foi o cachorro parando em todos, TODOS os postes possíveis e impossíveis...

Mas correria à parte, ela voltou, pegou o primeiro hidratante que achou e bora. Só não reparou que era um hidratante com efeito iluminador, ou seja, glitter dourado, pra sair purpurinada pela rua e brilhar no sol e aí ela pensou que definitivamente não queria ser um vampiro do Crepúsculo. E para completar, tudo isso foi depois do fim de semana em que o pagamento não caiu, ela passou R$ 1,00 no débito e ainda eram 9 horas da manhã...
____________________________

Enquanto isso, do outro lado da cidade, porque a PP trabalha em lugar muito muito longe da civilização, o telefone tocou. Era o marido chamando ela pelo nome - porque chamou pelo nome, sem apelido, sem diminutivo, é porque a coisa é séria mesmo! Ela tinha saído com a chave dele e deixado o coitado trancado dentro de casa.

Aí ela avisou os chefes de qualquer jeito e saiu correndo ladeira abaixo - sim, porque além de tudo o lugar fica no alto de um morro - chamou um táxi e implorou pra ele correr o quanto fosse possível numa segunda-feia em que todo mundo aparentemente resolveu sair de carro e ao mesmo tempo...

No meio do caminho ela foi fazendo o que sabe fazer de melhor atualmente: abrir o bocão! Porque se assustou, porque ficou nervosa e porque tava se sentindo a pessoa mais estúpida do universo. E uns 40 minutos depois ela estava de volta em casa - com uma senhora cara de alface - e destrancou o marido, que ainda deu uma carona pra ela de volta pro trabalho, já que ele tinha perdido o primeiro horário mesmo...
Afinal, não basta ser segunda, tem que ser feia!
____________________________

Até então a pergunta era “Como assim você deixou o moço trancado?”. Mas a RP decidiu que era melhor não perguntar. Ia causar mais uma crise de choro e já era o bastante pra hoje...

- Bom, você desejou uma vida emocionante e divertida né? - Foi tudo que a RP conseguiu dizer.

Dizer, dizer não, escrever no e-mail de “bom dia!”, aquele que você envia pra ver se alguém pode estar tendo um “bom dia!” numa segunda, e foi assim que ela ficou sabendo de toda a situação.

- Bora esperar calmaria, não?

Não, definitivamente não.
O que aconteceu é que a PP e o marido viajaram no final de semana e ele colocou a cópia da chave dele na bolsa dela, que ainda disse "Deixa comigo que eu não te deixo esquecer". Mas ela, ainda de posse do título de Ex Mulher de Murphy - aquele cara que pede pra S. Pedro fazer chover no seu figurino branco e faz o seu pão cair com a manteiga pra baixo, claramente tinha mais 2 conjuntos de chave (de outras casas) dentro da bolsa, misturou todas elas e nenhum dos dois lembrou de pegar. Foi isso.

Mas a PP não gosta de errar e fica irritada e xinga muito no Twitter e, de uns 2 anos pra cá, ela chora, e fica mais irritada, e o ciclo continua...

- Temos um começo de texto novo? Após revisões?

- Temos sim! Um sobre segundas-feias - parte 2 e quase 5 anos depois...

Porque as segundas são outra coisa que nunca mudam.

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Sobre a volta do Dialetos

Então a gente resolveu que ia voltar. 
Eeeeeeeeee
E voltamos um pouco mais... hm... maduras e responsáveis? Será que dá pra usar isso? Tipo, a gente cresceu, mudou de casa, mudou de salário, assumiu umas responsabilidades a mais e tals, e resolveu voltar.
Porque o tipo de papo mudou, boa parte das conversas agora é via e-mail, a gente perdeu a TO de vista, mas continua "dialetando" mesmo assim. 

E o retorno já começou com a PP esquecendo como se acessa o blog. Sem ID, sem senha, nem nada - porque ela não se lembra, não salvou a informação em lugar nenhum e, ah... Algumas coisas nunca mudam rs

A RP: Voltamos no dia 29 de fevereiro!
A PP: Eu gosto. 29 de fevereiro é interessante pq não acontece sempre, tipo a gente voltar a escrever. É uma coisa que demorou mas vai acontecer... 
A RP: Dá uma olhada. Eu coloquei um fundo de poá, azul e branco. (poá = aqueles tecidos de bolinha, tá gente? caso alguém não saiba rs)
A PP: Ah, então... Acho que a gente é mais vermelho do que esse azul calcinha...
A RP: Obrigada por dizer isso! - aparentemente ela também não tinha gostado muito do azul.

E no fim das contas o layout terminou no branco e preto até elas decidirem o que fazer.

Aí a RP deu uma pesquisada e descobriu que, na numerologia, 29 de fevereiro é considerado um grande aniversário. 
Um dia pra gente que precisa aceitar que as coisas mudam e que precisam de espaço para exercitar seu lado artístico e dramático...
Era perfeito! Era um número primo! Era a idade delas! 

A PP: Ok, essa parte da idade não me deixa tão animada assim...
A RP: Opa! Mas qual o problema do quase 30? Afinal, esse não é um 29 qualquer, é um 29 de fevereiro ano bissexto, é um acontecimento, digno daquelas paradinha do Facebook sabe? 

Bom, mas essa coisa dos quase 30 é uma discussão pra outro dia! 
Tem tanta coisa nova pra contar e tanta coisa antiga pra complementar... Tem tanta coisa pra fazer... 
Por isso tenham paciência com a gente e não nos abandonem que tem mais história vindo por aí, ok?

Beijo!